Evento da Semana do Pescado discute perfil do consumidor e tecnologia

Evento da Semana do Pescado discute perfil do consumidor e tecnologia

27 de setembro de 2019

Embora oficialmente a 16ª edição da Semana do Pescado tenha chegado ao fim oficialmente em 15 de setembro, as ações da campanha continuam movimentando o setor. No último dia 23, representantes do varejo se reuniram na sede da Fiesp, em São Paulo, para discutir o perfil, os comportamentos de compra e as tecnologias em uso pelo consumidor moderno de alimentos.

A realização do evento teve participação direta dos organizadores da Semana do Pescado, que fizeram os convites para as mesas de debate do evento denominado "Semana do Pescado: o perfil, os comportamentos de compra e as tecnologias em uso pelo consumidor moderno de alimentos".

Ao falar sobre "O que quer este novo consumidor", Fátima Merlin, especialista em varejo, marketing e comportamento do consumidor, comentou sobre um estudo realizado com 4 mil pessoas. Ela comentou que o estudo tabulou alguns atributos relevantes, sendo um deles que 75% dos shoppers valorizam experiências diversificadas. Segundo ela, o desafio maior é na jornada antes do consumidor decidir ir às compras, o que fica ainda mais flagrante no pescado.

“O primeiro é a jornada de compras que acontece a partir dos tablóides, não encontramos um explicando os diferentes tipos de peixe, como preparar, como incentivar o consumo. O foco ainda é em preço” exemplificou. Para o pescado, Merlin explica que o caminho é contar histórias sobre qualidades, benefícios, origem, momentos de uso, dicas de receitas e harmonizações.

Já a segunda etapa consiste em ações para encontrar o que o consumidor deseja, e é importante facilitar e atrair a atenção para determinado pescado. “Encontrar facilmente o produto e até aquilo que ele não sabia”, disse. As dicas são: estar atento ao melhor lugar para ofertar, o layout com uma iluminação correta, decoração, ambientação e o mix adequado entre os produtos.

O último passo contempla ações para inspirar a compra do pescado, acesso às informações relevantes, combinações, dicas e receitas músicas locais e cheio. “Criar vínculos emocionais com o shopper.Têm redes na Alemanha em que você tem o som do mar e cheiro do peixe fresco”.

Segundo ela, na era 4.0 o maior desafio é sair do ponto de venda para o ponto de experiência. É preciso pensar em como criar estas oportunidades através do pescado. O básico bem feito é fundamental, assim como educar e treinar os funcionários. "Pessoas cativantes, ineditismo e inovação", completou.


No painel denominado "Ferramentas Facilitadoras", Gerson Ribeiro, Co-Founder e diretor executivo da Vitrio, apontou que a empresa precisa ter seus próprios dados sobre comportamento do consumidor. “Dados são disponíveis para todos, porém os seus dados não”, cravou.  É preciso fazer a "lição de casa" e entender o seu público. Números revelam que o digital representa apenas 5% das compras finalizadas no varejo brasileiro, mas o especialista analisa que se contarmos todos os marketplaces chega a 25%. E conclui que 30% das tomadas de decisão foram feitas online, mas esses números devem crescer.

Material completo sobre a cobertura do seminário "Semana do Pescado: o perfil, os comportamentos de compra e as tecnologias em uso pelo consumidor moderno de alimentos" pode ser lido no site da Seafood Brasil através do link http://seafoodbrasil.com.br/consumidor-40-a-era-do-shopper-sempre-conectado.


 

NOTÍCIAS

 

 

Desenvolvido por Br3 comunicação.