top of page
Buscar
  • Foto do escritorSemana do Pescado

Lançado curso de Multiplicadores Aquícolas

Em parceria com FAO, UFRN e UNB, Ministério da Pesca e Aquicultura quer espalhar conhecimento sobre a atividade para abrir espaço para os produtores



Cerimônia de lançamento do curso, no auditório do bloco D da Esplanada, reuniu aquicultores, pesquisadores e dirigentes do MPA e do MDA. - Foto: Paki Rodrigues/MPA


O Ministério da Pesca e Aquicultura lançou hoje (13) o curso Multiplicadores Aquícolas. Ele tem objetivo de espalhar conhecimento sobre o cultivo de pescados. De forma que os produtores consigam, no futuro, acessar financiamentos, seguros e outros insumos que hoje lhes são negados por falta de informação dos agentes financeiros.


O curso abrange uma ampla gama de assuntos relacionados à aquicultura. É dividido em 9 módulos e totaliza 160 horas. O programa fornece aos participantes conhecimentos essenciais para se tornarem multiplicadores e promotores da aquicultura. As inscrições estão abertas. As aulas serão totalmente gratuitas e abertas a todos.


Realizado em parceria com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e com a Universidade de Brasília (UnB), o curso terá o primeiro módulo iniciado a partir de 14 de agosto.

A aquicultura é responsável pela produção de peixes, camarões, ostras, rãs e outros organismos aquáticos que proporcionam qualidade e segurança alimentar para a população. Na cerimônia de lançamento, o ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula, elogiou os parceiros. “O presidente Lula representa muito para o país, mas especialmente para a pesca e aquicultura e tenho orgulho de ser ministro do MPA. Momentos como esse mostram o papel que as universidades cumprem na sociedade, e como esse é um instrumento valioso para mudar para melhor a vida das pessoas. Não é apenas um slogan, o Brasil realmente voltou e a pesca e aquicultura voltaram também”, disse.


Para mais informações e inscrições acesse: multiplicadores.mpa.gov.br


“O objetivo desse projeto é qualificar as pessoas. Eu fui ao México a pouco tempo, para um encontro da FAO com 63 países e tivemos um destaque, colocamos o Brasil em conversa no combate à fome. Aprendi muito e fiquei entusiasmada. Por isso, quero que a aquicultura e a pesca possam trabalhar juntas, e é o grande propósito do ministério. Me apaixonei pela aquicultura, pois é uma grande ferramenta de combate à fome, e nós queremos lançar um edital de projetos em todo país”, destacou a secretária Nacional de Aquicultura, Tereza Nelma.

O Secretário Nacional de Agricultura Familiar e Agroecologia do Ministério do Desenvolvimento Agrário, José Henrique da Silva, falou sobre as conquistas conjuntas. “A lei da agricultura familiar também inclui aquicultores e pescadores. O MDA está à disposição, milhares de aquicultores familiares serão beneficiados com esse projeto”, acrescentou. Representando a Universidade de Brasília, a professora Neuma Brilhante afirmou: “Esse tipo de parceria só tem ganhos, pois pode colaborar com o desenvolvimento de políticas públicas do país. A UnB é uma comunidade de 50 mil pessoas e podemos oferecer um volume bem qualificado e proativo, e estamos participando disso com muita satisfação”. Na mesma linha, o professor e consultor pedagógico da UFRN, Paulo Faria, pontuou: “Tenho certeza que por se tratar de um curso a distância, vamos abranger uma participação muito maior. A aquicultura tem uma carência de cursos de capacitação, e fizemos com que esse curso ganhasse peso, pois nos juntamos com a Unb e internacionalizamos a oferta junto com a FAO, além de juntar especialistas da área da aquicultura. Agora é só colocar tudo em prática”. A solenidade também contou com a presença do presidente da Confederação Nacional dos Pescadores e Aquicultores, Edivando Soares de Araújo. “A gente da pesca artesanal acha que não tem nada a ver com a aquicultura, mas todos nós temos uma coisa em comum, dependemos da água e do meio ambiente. Está na hora de andarmos de mãos dadas para o mesmo objetivo, que tenho certeza que vamos alcançar. O presidente Lula criou e recriou novamente o nosso ministério, e o ministro André de Paula criou três novas secretarias que conversam entre si. O MPA tem um significado muito grande para o país”, frisou.


6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page