top of page
Buscar
  • Foto do escritorSemana do Pescado

Pescadores de sardinha nas praias de Fernando de Noronha farão treinamento

Treinamento ocorre terça (8) e quarta (9), no auditório do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade. Atividade e autorizações para pesca no Parque Nacional Marinho serão avaliadas.



Oficina é voltada para os pescadores de sardinha — Foto: Lucas Godoy/ICMBio Noronha


Uma oficina vai ser realizada com os pescadores que fazem captura de sardinhas nas praias de Fernando de Noronha. O treinamento vai ser promovido terça (8) e quarta (9), no auditório do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio), às 19h, no Boldró.

A oficina será ministrada por pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em parceria com o ICMBio. O objetivo é ter uma troca de informações para indicar ações de apoio à atividade, considerada tradicional.


“Vamos conversar com os pescadores que fazem esse tipo de atividade. A gente quer entender melhor a importância da pesca e, juntos, vamos construir a valorização da captura da sardinha com tarrafa”, informou a professora Liana Mendes, que faz parte do Laboratório do Oceano da UFRN.


O pesquisador Mateus Costa, que é da ilha e realizada pesquisa pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, fez uma série de entrevistas com os pescadores.

O levantamento indicou que a maioria dos pescadores são nativos ou estão há mais de 20 anos na ilha.


Esses pescadores consomem a sardinha, ou usam para a captura de peixes maiores, quase todos não comercializam as sardinhas.

O ICMBio também tem realizado um monitoramento dos pescadores que utilizam tarrafa nas praias desde o ano passado.


Acordo

Um acordo foi firmado entre o ICMBio e os pescadores. No período de mar revolto é permitia a captura das sardinhas na Praia da Caieira, que faz parte do Parque Nacional Marinho.

Esse acordo tem prazo de validade final em março de 2024. As informações da oficina podem indicar renovação do acordo, ou novas ações.

“Esse momento é oportuno para ouvir os pescadores. Com base nesta oficina saberemos se será indicado renovar, ampliar ou encerrar a autorização especial para a captura na área do Parque Nacional”, falou Liana Mendes.

Além dos pescadores convidados, as pessoas com interesse no assunto podem comparecer a oficina.

6 visualizações0 comentário
bottom of page