top of page
Buscar
  • Foto do escritorSemana do Pescado

Economia azul: a importância do mar para o desenvolvimento sustentável no Ceará

Com 573 quilômetros de litoral e privilegiado geograficamente, o Estado possui também sol e vento em abundância e, consequentemente, potencial de fomentar a chamada economia do mar ou economia azul. Cenário ideal para o desenvolvimento sustentável nos próximos anos



Segundo a OCDE, a economia azul tem potencial para movimentar US$ 3 trilhões ao ano a partir de 2030 (Foto: Divulgação)


O Ceará é dono de uma das maiores faixas litorâneas do Brasil, com 573 quilômetros de praias. Privilegiado geograficamente, o Estado possui também sol e vento em abundância e, consequentemente, potencial de fomentar a chamada economia do mar ou economia azul. Conceitos que, basicamente, fazem referência ao conjunto de valores e riquezas proporcionados pelo recurso natural fundamental à vida: a água.

Com esse cenário, vislumbra-se um caminho a ser desbravado em prol não somente do desenvolvimento econômico, mas também do crescimento sustentável. Segundo es a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a economia azul tem potencial para movimentar US$ 3 trilhões ao ano a partir de 2030.

O presidente da Câmara Setorial da Economia do Mar da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), Roberto de Matos Brito Gradvohl, diz que ainda há muito espaço no mercado local para o desenvolvimento da economia do mar.

“O Ceará partiu na frente para incentivar e desenvolver o setor. Algumas ações já estão sendo implementadas com base na nossa vocação, que é a pesca, o turismo, o potencial para gerar energias limpas, mas ainda precisamos de mais”, afirma, destacando o surgimento de outras atividades no Ceará, como é o caso do hidrogênio verde.

“Estamos avançando, nas áreas do turismo, dos esportes náuticos, somos líderes na exportação nacional de pescados, mas precisamos de mais investimentos. Toda essa cadeia, quando estiver mais integrada, será indutora de mais desenvolvimento econômico, com mais emprego e renda para a economia local”, reforça.


Investimentos

Até agora, três pré-contrato foram firmados para o Hub de Hidrogênio Verde do Ceará, no Complexo do Pecém, que conta ainda com 24 memorandos de entendimento assinados com empresas brasileiras e estrangeiras.

Uma dessas empresas é a Qair Brasil. Com investimento estimado em US$ 6,95 bilhões, a multinacional percebe no mar uma forma não só de gerar riquezas, mas também desenvolvimento sustentável.

“O mar é um agente muito importante para a economia e toda a sociedade. Como uma empresa comprometida com a transição energética e o desenvolvimento sustentável, seria impensável fazer tudo isso sem nos preocuparmos com o mar”, observa o diretor de operações da companhia, Gustavo Silva.


Praia Limpa

A Qair Brasil é uma das empresas que apoiam o projeto Praia Limpa, promovido pelo Grupo Otimista de Comunicação. O evento , que chega à quarta edição, será realizado neste domingo (11), na Praia do Náutico, em Fortaleza, a partir das 15 horas.

O objetivo da ação é reunir voluntários e atletas de dez modalidades esportivas aquáticas para retirar resíduos da água para conferir a destinação adequada. Nesta edição, a programação terá a palestra do navegador Amyr Klink e show do cantor Jorge Vercillo.


Diferença

“O Praia Lima faz a diferença na vida das pessoas que moram no entorno ou que precisam da praia para o lazer. Com o nosso apoio, buscamos incentivar o engajamento de outras pessoas para que essa iniciativa cresça ainda mais. Pois acreditamos que, se cada um fizer a sua parte, nós teremos um meio ambiente mais seguro e equilibrado para as futuras gerações”, destaca Mayara Mac-Dowell, analista de marketing dos Mercadinhos São Luiz, outra empresa apoiadora da iniciativa.




6 visualizações0 comentário
bottom of page