top of page
Buscar
  • Foto do escritorSemana do Pescado

Olha o Peixe: a startup que comercializa produtos da pesca artesanal

Incentiva um consumo mais sustentável


Participante do Rocket 2023, a startup entrega produtos da pesca artesanal paranaense à região Metropolitana de Curitiba e litoral, aproximando quem produz o pescado de quem o consome


Olha o Peixe é uma das startups participantes do Rocket. — Foto: Kauana Bechtloff/ RPC


Participante do Rocket 2023 na órbita Varejo, a Olha o Peixe é uma startup que comercializa produtos da pesca artesanal paranaense na região Metropolitana de Curitiba e litoral, aproximando quem produz o pescado de quem o consome, por meio de vendas a restaurantes e consumidores finais.

O fundador e diretor executivo da startup, Bryan Renan Müller, explica que a cadeia de pescado no Paraná tem problemas nas duas pontas: no fornecimento e no consumo. Segundo ele, o negócio identificou um cenário de vulnerabilidade socioeconômica nas famílias que atuam na pesca artesanal, por conta da carência de estrutura e políticas públicas de apoio, assim como dificuldade na autogestão de sua comercialização. Além disso, um contexto onde os consumidores não conheciam e tinham pouco acesso aos pescados locais, gerando uma situação de padronização de consumo, priorização de espécies da grande indústria e até alimentação de espécies de baixa qualidade e ameaçadas de extinção. “A pesca artesanal local, os restaurantes e os consumidores finais precisam de um elo que os conectem e essa é a proposta de atuação da Olha o Peixe.” Bryan acrescenta que a startup redefiniu o modelo de comercialização de pescado por meio do uso da tecnologia social e do conhecimento técnico, aliado ao saber tradicional da pesca. “Pelas vendas pontuais e o Clube de Assinatura a consumidores finais, levamos informação sobre quem pescou, preparos do produto e quais são suas características de carne e espécie, incentivando um consumo mais consciente, de pescarias menos impactantes. Assim, criamos um modelo inovador de comercialização de pescado, que gera benefícios a todas as partes envolvidas e se mostra mais sustentável.”

Atualmente a empresa está em estágio de tração, com modelo já validado no Paraná, buscando um aumento de escala que permita, em 2023, viabilizar a expansão do modelo de atuação e da geração de impacto socioambiental positivo a outros estados.


27 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page