top of page
Buscar
  • Foto do escritorSemana do Pescado

Pescadores pescam mais de 1.400 peixes na Praia de Itapuã, em Salvador

Puxada de rede com grande cerca de 4 toneladas aconteceu na tarde de quinta-feira (20). Os pescados são das espécies Xaréu e Guaricema


Foto: Reprodução / Redes sociais


Os pescadores do bairro de Itapuã, orla de Salvador, receberam um grande presente. Uma pescaria feita na quinta-feira (20), resultou na captura de 4,2 toneladas de peixes, das espécies Xaréu e Guaricema. Vídeos divulgados nas redes sociais, mostram o momento exato da puxada de rede.

Dezenas pescadores participaram da ação na praia na Praia da Sereia, próximo a uma região conhecida como Canoeiros. "O povo ficou doido de felicidade. Mais de 30 pescadores e outras pessoas da população vieram ajudar na retirada. A praia de Itapuã cheira a peixe", disse um pescador em entrevista ao g1 Bahia.


Ainda segundo os pescadores, mais de 1.400 peixes foram puxados com uma rede, o que teria rendido as mais de quatro toneladas. Eles afirmaram que a pescaria costuma ser farta nessa época do ano.

E quem reafirma essa declaração é o biólogo e professor da Universidade Federal de Alagoas, Cláudio Sampaio. Ele destacou que uma mistura de fatores pode ter ajudado na pescaria, como o fenômeno conhecido como "período escuro", a lua nova, que atrai os animais para costa.

"Nesses períodos são registradas as maiores alturas de mares, o que facilita a movimentação dos peixes em conjunto. Não podemos indicar apenas um fator, mas a lua e mudanças de temperatura podem estar relacionados a esses cardumes", disse Cláudio.

O biólogo também salientou a importância de examinar os animais, pois alguns podem estar em agregações reprodutivas ou alimentares, quando formam grandes cardumes para desovar ou comer pequenos peixes.

Os comerciantes não souberam informar o valor que a pescaria rendeu com vendas, mas destacara que registraram uma queda no valor do peixe por causa da demanda.




7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page